Eu Gasto Dinheiro Online

Eu admito: Já utilizei muito Warez.

Por um longo período de tempo, eu tinha uma regra: “Nunca pagar o preço oficial por um software”. Na verdade isso foi antes de eu ter um acesso à internet. (Sim, eu sou de uma época que me divertia muito sem internet, e não, eu não sei como fazia isso.) Depois que eu comecei a usar a internet e descobri como era fácil baixar os softwarez minha regra “evoluiu” para “Nunca pagar por um software”.

Aliás, por muito tempo eu ainda me orgulhava por ter Megas e quase Gigas de Warez como coleção. Muitos desses eu nem cheguei a instalar no meu computador. Me sentia foda apenas por ter os instaladores. Aliás uma vez fiz um cálculo e lembro que eu tinha o equivalente a milhares de dolares em aplicativos e games.

Bons tempos de moleque sem dinheiro. Hoje em dia é bem diferente. Trabalho. Ganho meu dinheiro. E mudei bastante também nessas últimas décadas, hoje eu sou um usuário de vários serviços pagos. Nem vou entrar no mérito que hoje eu desenvolvo e também gosto de ser pago pelo que faço, que essa conversa dá muito pano pra manga também.

Muita coisa mudou também, os preços caíram. Muito.

Lógico que em certos nichos de mercado os preços ainda continuam altos (pelo menos para mim). Mas acredito muito na “lei do mercado”, oferta e demanda.

Alguns dos serviços que eu pago:

Bom, isso sem contar com as coisas que eu compro online. Como produtos físicos mesmo (DealExtreme?) e até downloads digitais, como games (Humble Bundle).

Acho que muita coisa eu ainda compro no impulso, mas muita coisa eu consigo me disciplinar e esperar uma boa promoção online e acabo gastando bem pouco. Acho que ainda tem coisas que é melhor comprar pessoalmente porque existe uma possibilidade de se pechinchar, prática comum aqui no Brasil né…

Mas acho legal que mudei bastante no passar dos anos, e me sinto confortável hoje em pagar um valor razoável por produtos de qualidade.

E vocês, como fazem?

Inventamos Soluções Para Problemas Que Ainda Não Temos

Incrível como quanto mais eu começo a fuçar nesse mundo de entrepreneurship eu vejo que estou ficando velho. Velho, incrédulo, cético, e por vezes pessimista.

Parece que parei de acreditar em muitas coisas.

Porque digo isso? Bom, porque vejo direto startups pipocando aqui e acolá. (haha velho mesmo, olha o termo… acolá…)

E parece que (na esfera de desenvolvedores/programadores) a bola da vez agora é AaaS ou seja, Anything as a Service. Parece que nos últimos meses vi vários Backend’s as a Service (BaaS) e mais especificamente os mBaaS (Coloque um mobile ali na frente).

Caramba, mas será que realmente a gente precisa mesmo de uns mBaaS? Vou inventar um DaaS Developer as a Service parece que pra fazer uma coisa que a gente já sabe, a gente tem que aprender mais ainda? Tipo é meio que dar um passo pra frente e dois pra trás… pelo menos é o que sinto.

E fico pensando, bom o mercado se auto-regula, essas coisas logo logo sumirão. E bom, parece que no curto/médio prazo… não.

Cada vez mais e mais escuto dessas Startup’s sendo compradas por preços milhodolários se não bilhodolários. Aí fico pensando… o que será que acontece dentro dessas Startups de sucesso? (Sim, sucesso! Fizeram dinheiro, meu KPI de sucesso para Startups… hehe).

E cada vez começo a pensar que é uma obstinação. Falar pra todos, que são fodas. Que são bons, e que precisam de seu produto. É tipo aquele negócio que uma mentira falada muitas vezes por muito tempo pode tornar-se verdade… sei lá… é o que eu sinto ultimamente.

Bom, o tempo dirá. Eu não sou nem tão foda nem tão gênio nem tão experiente para pode dizer se o que disse acima é verdade, ou mesmo que vou mudar de idéia. Posso morder a língua.

Either way, acredito que oportunidades estão à nossa porta. E quando digo isso é porque acredito que uma crise vai chegar também. E prefiro encarar como oportunidade os problemas.

Abraços!

Muito Nerd v.2.0.0

Após muito tempo, mais precisamente 1 ano do último post, segue mais uma tentativa de reviver esse blog.

O título pode ser um pouco ousado. Versão 2.0.0 Mas acredito que um major overhaul do site foi feito sim, e merece ser chamado de v.2.0.0.

Apesar de acima eu ter dito que faz 1 ano que tivemos o último post, a verdade é que fazem quase 5 anos que o blog está moribundo. Num estado vegetativo para ser verdade.

Muitas coisas aconteceram nesses anos todos e mudamos muito. Houveram tentativas de nós os editores de mudarmos as coisas, dar um revamp, mudar layout, engine e whatsover… mas acabou que nossas prioridades eram outras. Hoje as prioridades mudaram? Estamos com mais tempo para o blog?

Acredito que não. Mas um fato recente me fez ter vontade de reativar esse blog.

De qualquer maneira, voltando ao assunto:

Mudanças no blog, nesse novo release

  1. Vamos encarar agora esse blog como um desenvolvimento de software;
  2. Isso quer dizer que o blog terá todo seu conteúdo e engine versionado no GitHub;
  3. Isso quer dizer que ele é OpenSource;
  4. Você poderá ver que ele é baseado em uma engine totalmente diferente da antiga (Wordpress), o Jekyll/Octopress.
  5. Seguimos uma nova(?) tendência o de blogs com conteúdos estáticos.
  6. Vamos seguir uma abordagem Ágil/Lean para o blog.

Esses pontos já dizem bastante, mas acredito que o mais importante é que vamos usar uma abordagem ágil. Ágil como em ‘Metodologias Ágeis de Desenvolvimento de Software’. E Lean como em “Lean Startup”.

Vamos começar pequenos. Vamos mudar rapidamente e pouco a pouco.

Espero que gostem! ;)